13 de fev de 2012

3a. Semana de Fevereiro - Tema: Ode



"Ode
Poema grego de gênero lírico, e caráter entusiástico onde se exalta algum tema ligado à nobreza de sentimentos ou personalidade ilustre, bem como de algum evento marcante da história. Seus versos que compõe um longo poema com rimas, divididos em estrofes, e são destinados ao canto. Normalmente possui estilo formal e cerimonioso." 
Fonte: autores.com.br

É isso aí, caros poetas. Mais uma semana dedicada ao aprimoramento da nobre arte de escrever. Afinal, não se deve ostentar o título de "poeta" ou "escritor(a)" sem o devido conhecimento. Escrever não é fácil, e é coisa séria. Portanto, aqui vai o nosso desafio. Vamos compor Odes à vida, à liberdade, à honestidade, ao amor, enfim, Odes ao que vocês quiserem, posto que à Ode não se impõem limites. Trata-se de um gênero cujas características são a grande extensão, o profundo conhecimento daquilo sobre o que se fala e o vernáculo sempre bem empregado. Bom, deixá-los-ei com a belíssima Ode à Poesia, de Pablo Neruda, como magnífico exemplo a ser seguido. Boas composições para vocês!

Ode à Poesia


Perto de cinqí¼enta anos
caminhando
contigo, Poesia.
A princí­pio
me emaranhavas os pés
e eu caí­a de bruços
sobre a terra escura
ou enterrava os olhos
na poça
para ver as estrelas.
Mais tarde te apertaste
a mim com os dois braços da amante
e subiste
pelo meu sangue
como uma trepadeira.
E logo
te transformaste em taça.
Maravilhoso
foi
ir derramando-te sem que te consumisses,
ir entregando tua água inesgotável,
ir vendo que uma gota
caia sobre um coração queimado
que de suas cinzas revivia.
Mas
ainda não me bastou.
Andei tanto contigo
que te perdi o respeito.
Deixei de ver-te como
náiade vaporosa,
te pus a trabalhar de lavadeira,
a vender pão nas padarias,
a tecer com as simples tecedoras,
a malhar ferros na metalurgia.
E seguiste comigo
andando pelo mundo,
contudo já não eras
a florida
estátua de minha infí¢ncia.
Falavas
agora
com voz de ferro.
Tuas mãos
foram duras como pedras.
Teu coração
foi um abundante
manancial de sinos,
produziste pão a mãos cheias,
me ajudaste
a não cair de bruços,
me deste companhia,
não uma mulher,
não um homem,
mas milhares, milhíµes.
Juntos, Poesia,
fomos
ao combate, í  greve,
ao desfile, aos portos,
í  mina
e me ri quando saí­ste
com a fronte tisnada de carvão
ou coroada de serragem cheirosa
das serrarias.
Já não dormí­amos nos caminhos.
Esperavam-nos grupos
de operários com camisas
recém-lavadas e bandeiras rubras.

E tu, Poesia,
antes tão desventuradamente tí­mida,
foste
na frente
e todos
se acostumaram ao teu traje
de estrela cotidiana,
porque mesmo se algum relí¢mpago delatou tua famí­lia,
cumpriste tua tarefa,
teu passo entre os passos dos homens.
Eu te pedi que fosses
utilitária e útil,
como metal ou farinha,
disposta a ser arada,
ferramenta,
pão e vinho,
disposta, Poesia,
a lutar corpo-a-corpo
e cair ensangí¼entada.

E agora,
Poesia,
obrigado, esposa,
irmã ou mãe
ou noiva,
obrigado, onda marinha,
jasmim e bandeira,
motor de música,
longa pétala de ouro,
campana submarina,
celeiro
inextinguí­vel,
obrigado
terra de cada um
de meus dias,
vapor celeste e sangue
de meus anos,
porque me acompanhaste
desde a mais diáfana altura
até a simples mesa
dos pobres,
porque puseste em minha alma
sabor ferruginoso
e fogo frio,
porque me levantaste
até a altura insigne
dos homens comuns,
Poesia,
porque contigo,
enquanto me fui gastando,
tu continuaste
desabrochando tua frescura firme,
teu í­mpeto cristalino,
como se o tempo
que pouco a pouco me converte em terra
fosse deixar correndo eternamente
as águas de meu canto.


Autor: Pablo Neruda



Boa sorte a todas as participantes!
Aguardamos os link`s até sexta-feira dia 17/02/2012. Caprichem meninas.

Bjs

Auxiliadora RS

7 comentários:

✿ chica disse...

Nessa semana não participarei, pois nem perto de fazer isso estou.

Ainda bem que sei que não sou escritora, muito menos poeta,rsrs


Sei também meus limites e por isso, ficarei aqui apenas lendo e aplaudindo, como expectadora!

beijos, linda semana,chica

Orvalho do céu disse...

Olá, querida
Vou me atrever...
Sou mesmo um "projeto de escritora" (como dizia o meu papai amado)...
Vou escrevendo o que sinto... se sai Ode ou Poema ou projeto de tudo o que se possa chamar... isso é lá com os da Academia... rsrsrs...
Com muito carinho, eis o meu link:
http://poesia-espiritual.blogspot.com/2012/02/conversa-com-o-amor-sobre-o-amor.html
Bjm de paz e esperança

Orvalho do céu disse...

Olá, querida Soninha

"Ah, o Amor! Pequena gota
que cai da flor,
orvalho da noite
estrelada..."

Obrigada por aderir à nossa Blogagem Coletiva Amor em Pedaços
Seja muito bem vinda!!!
Bjs de paz e alegria

Anne Lieri disse...

Soninha,fiz a minha Ode e está nesse link,espero ter feito certo:

http://menina-voadora.blogspot.com/2012/02/ode-loucura.html

bjs,

Irene Moreira disse...

Olá meninas!

Será Um ODE? Não sei, mas como sou abusada e teimosa arrisquei.

Aqui está minha participação
http://mamyrene.blogspot.com/2012/02/heranca.html

Bom carnaval!

Beijos

Joicy Sorcière disse...

Neruda, o poeta do amor! Adoro lê-lo...
Vc já assistiu o filme "o carteiro e o poeta", tendo como um dos personagens principais a figura do Pablo NEruda na ótima atuação de Philippe Noiret? Se não viu, eu super indico!

bjks JoicySorciere => Blog Umas e outras...

selma disse...

Amiga,Meu amiguinho Tigre(Beagle) está participando do concurso Esconde esconde no blog da Kika,preciso de seu votinho na fotinha dele é a do NÚMERO 47 e este é o link :
http://kikaeassuasideias.blogspot.com/
A reginha para votar: 1-Seguir o blog da kika 2-Deixar no comentário o seu votinho Se fugir as regrinhas o voto não é valido, Muito grata!Beijos de luz!